título

Estudantes moçambicanos com acesso livre a conteúdos científicos dos EUA

Cerca de 60 mil estudantes de 143 instituições de ensino superior, de investigação e técnico profissional do país, terão, a partir de 1 de Outubro próximo, acesso livre a editora americana de conteúdos académicos científicos digitais, Astria Learning.

A medida resulta de um memorando de entendimento rubricado hoje, em Maputo, pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico profissional (MCT- ESTP), através do MoreNet, plataforma Nacional de partilha de tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e a biblioteca digital americana, Astria Learning.

 

O director executivo da MoreNet, Lourino Chemane, explica que o acesso grátis e sem nenhum custo para o gov- erno aos conteúdos académicos científicos da biblioteca digital da Astria Learning, constitui uma mais-valia para a qualidade de ensino superior em Moçambique.

 

“No âmbito desta parceria a MoreNet vai disponibilizar serviços electrónicos de valor acrescentado para cerca de 143 instituições de ensino superior, de investigação e de ensino técnico profissional beneficiando cerca de 60 mil estudantes, num processo que visa melhorar a qualidade de ensino no país”, referiu. 

 

O director executivo da Astria Learning, Jeff Bords, afirmou que a produtora americana, para além de abertura gratuita da sua biblioteca, irá igualmente constituir uma base para de modernização dos pro- cessos de gestão de ensino, de aprendizagem e investigação de conteúdos académicos e científicos aos membros da comunidade académica e científica em Moçambique.

 

“Queremos contribuir na melhoria da qualidade e capacidade de conectividade, e armazenamento de dados, incluindo o acesso à Internet para a comunidade académica e científica”, explicou.

 

A Astria Learning possui mais de 170 mil livros, milhões de artigos científicos e milhares de jornais científicos de editoras e imprensas universitárias de instituições tais como o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, Universidade de Cambridge, Universidade de Harvard e Universidade de Califórnia.

 

As áreas de conhecimento disponibilizadas na biblioteca Astria Learning incluem, me- dicina, negócios (economia e gestão), artes, ciências políticas, religião, filosofia, ciências tecnológicas, entre outras.

 

O memorando assinado enquadra-se na implementação da Estratégia da Política de Informática, aprovada pelo governo moçambicano em 2002.

 

Lusa

25.09.2018

Partilhe: Facebook Twitter
>