título

Liceu Francês promete resolver contratação de professores

O Liceu francês Gustave Eiffel, que lecciona na cidade de Maputo, promete resolver a situação contratual de 24 professores que foram esta semana suspensos pelas autoridades moçambicanas do emprego, por estarem a trabalhar ilegalmente.

Num comunicado de imprensa emitido este fim-de-semana a direcção daquele liceu afirma que já está a trabalhar com as autoridades da educação do país para ultrapassar o problema contratual dos professores suspensos “que são imprescindíveis para o funcionamento do estabelecimento do ensino francês no estrangeiro”.

 

Entre os 24 professores suspensos, estão cidadãos de nacionalidade francesa, espanhola, britânica, sul-africana e portuguesa, que violaram o Regulamento Relativo aos Mecanismos e Procedimento de Contratação de cidadãos de nacionalidade estrangeira.

 

A suspensão foi decretada por uma brigada da Inspecção-geral do Trabalho ao nível da cidade de Maputo após uma acção inspectiva ao estabelecimento.

 

A brigada constatou ainda que a escola não dispõe de um regulamento interno, mapa de horário dos agentes de serviço e livro de registo de horas extras.

 

AIM

14.04.2018

Partilhe: Facebook Twitter
>